sexta-feira, março 28, 2014

Delphos

Gente, devorei em poucos dias das horas livres que me sobram o livro que, claro, já ocupa o número 01 na minha lista de amados, que é o Tempo entre costuras. Eu até queria falar dele agora (só depois), mas pra não engatar duas resenhas seguidas eu vou postar sobre coisas que conheci nesse livro, umas delas é o vestido Delphos, de Fortuny. Nunca havia ouvido falar sequer. Fui à caça de imagens e informações e achei muita. É este:

O criador foi um estilista espanhol chamado Mariano Fortuny, bem lá no início da primeira metade do século passado e causou furor com sua criação. E claro, foi o responsável pelo surgimento do plissado, que no Delphos foi uma coisa bem incrível, além do modelo ser coisa de deusa grega. Ainda hoje o modelo é copiado. Ele vinha enrolado, como mostra a foto dentro de uma caixa, como caixa de chapéu. Mais imagens desse vestido que creio ser aqueles que em um a cada século marca tanto e provoca imitações.


Muito lindo, não? Conheciam? O episódio narrado no livro sobre esse vestido me provocou curiosidade suficiente pra conhecê-lo e postar sobre.

sábado, março 22, 2014

Resenha - Culpa é das estrelas


Tantos comentários a respeito que não resisti e li. Dou 4 estrelas, porque é um livro pro público adolescente e prefiro personagens adultos.
Você já teve curiosidade em saber o que acontece com  as personagens de um livro depois que ele acaba?
Essa ideia se torna uma obsessão para Hazel Grace, adolescente de 16 anos com câncer, que necessita de oxigênio num cilindro, o qual carrega pra onde vai, claro.
 Numa reunião de grupo de apoio, ela acaba conhecendo Augustus, um rapaz também com câncer e que já havia perdido uma perna. Uma atração imediata toma conta dos dois, que estendem a amizade até se tornar amor.
Eles planejam a viagem a Amsterdã pra encontrar  Van Houten autor do livro que deixou Hazel encantada e desesperada para saber como havia prosseguido a vida dos personagens do livro.
Mas o tempo pra eles é o de uma ampulheta, sem ter a chance de ser virada quando toda a areia cai. Eles aproveitam todo o tempo que ainda lhes restam pra viver um amor com poesias, filmes, e muita reflexão. É uma história cujo final já é perceptível desde o início. Não vou me estender no texto, mas é uma leitura que indico e creio que qualquer leitor jamais vai se arrepender de ler. Abaixo, algumas imagens que fazem parte do universo de Hazel e Augustus nessa história fictícia, mas com muita realidade.

segunda-feira, março 17, 2014

Estilo

Elle Fanning, acho que esse nome não foi à toa.
"Mary Elle Fanning (Conyers, 9 de abril de 1998) é uma atriz norte-americana, irmã mais nova da atriz Dakota Fanning. Iniciou sua carreira aos aos 3 anos de idade e é descrita como uma grande promessa do cinema". (Wikipedia)
Essa menina parece saída da realeza europeia. Muito linda e estilosa. Raramente se vê um look que não seja perfeito. Era uma menininha e cresceu rápido. e como cresceu! Virou um mulherão!
Desde os sapatos, o penteado e os acessórios tudo é muito bem combinado. Ela é pura elegância.
Na passarela:
Nem dá pra saber qual é o mais lindo. E pra selecionar as imagens. Que trabalhão! São vários estilos, mas todos muito chiques. De acordo?

sexta-feira, março 07, 2014

Nos pés

Coleção de sapatos - Saint Laurent AW 2014, Paris Fashion Week.
Eu achei a cara dos anos de 1960's, gente! Muito, muito Barbarella, aquele filme com Jane Fonda.
Muito, muito "These boots are made for walkin', versão Nancy Sinatra. Os vermelhos, boneca, achei meio inspirados em Dorothy, mas somente pela cor e pelos brilhos. 
essas botas pretas parecem ser decoradas com tachas (spikes), e imaginei que ficaria bem pros filmes de disco dance. Tô boiando?
As botas prateadas saíram praticamente dos filmes e séries de ficção. Esse par de botas listrado são bem a cara da modelo Twiggy. As cores são fortíssimas. 
É muito brilho, glitter, uma coleção bem ousada, eu diria. Seria perfeito pras apresentadoras de programa infantil em décadas passadas. Bom, são bonitos os modelos, já os brilhos e as cores...

quinta-feira, março 06, 2014

As séries e a moda

Gostar de séries pode envolver muitas situações: o gênero, elenco ou o roteiro, e se além de boa a série tiver heroínas que inspirem modas, então, tá na preferência. Algumas delas são marcadas justamente por esse item. Um desfile das protagonistas mais estilosas das séries preferidas ou não.
Começando pela emblemática Carrie Bradshaw. Não bastasse a série "Sex and the city" ter sido o que foi, ainda criam outra falando de como ela começou e se tornou a apaixonada por moda e elegância. Tanto Sex and the city quando o Diário de Carrie, lá nos anos de 1980 são ótimos de se ver e descobrimos como surgiu a jornalista estilosa.
(tem uns aí na Carrie, adulta que são de meter medo, tipo esse vestido branco com uma florzona, o mais, pra quem assistia, sabia que ela não economizava em elegância).
A mais fashionista : Zoe Hart de "The Hart Of Dixie". A doutora apesar de morar numa cidade onde Judas perdeu as botas, não se despe da "chiquesa" e os looks são sempre lindos.
A sedutora Margaery Tyrell de "Game Of Thrones", moda é medieval também. É look de rainha mesmo!
A eficiente e mandona Olivia Pope de "Scandal", como uma advogada infalível que é, tem de estar sempre impecável, já faz um estilo bem executiva, afinal, está metida com o escalão nº 01 da Casa Branca.
Nem sempre precisa lançar mão das marcas caríssimas pra ser elegante, as peças simples usadas por Sookie Stackhouse de "True Blood" é um bom exemplo.
A bem simples, porém bela Jessica Day de "New Girl", uma garota esquisita e adorável ao mesmo tempo. Com um estilo mais colegial.
A manipuladora Blair Waldorf de "Gossip Girl" era super estilosa e todos babavam diante de suas composições. Tudo nela ficava perfeito. Não era à toa que sua inspiração era a bonequinha de luxo, Audrey Hepburn. Ela caprichava demais também nos acessórios no cabelo.

E a sua série eleita, tem dessas coisas e não está postada aqui? Qual delas você também citaria por esse motivo?
Fonte: http://www.glamourparis.com