segunda-feira, maio 28, 2012

A palavra é...


Se a língua é um organismo vivo, tem que lutar muito contra a modernidade, porque nessa renovação, vai que ela acaba por se confundir, tende ou a desaparecer ou a dar lugar uma nova, bem parecida com ela mesma. A modernidade, a informática e a moda fazem surgir termos até então desconhecidos ou então inexistentes. Certo, se renova, cria vocábulos, neologismos, mas daí aos estrangeirismos desnecessários já são outros quinhentos! Parece que o brasileiro rejeita a língua cada vez mais!
Não preservar o idioma, dando preferências a termos, expressões e palavras que não há razão pra serem usados, é irritante. O estrangeirismo está cada dia mais presente e sem necessidade. Brasileiro adora, mas anda exagerando!
Não que eu seja totalmente contra, claro, pode usar, desde que se substitua um termo do qual não temos similar na nossa língua, seja uma expressão surgida e bastante usada e que seja conhecida por meio mundo, tudo bem, um "über, know-how, layout, show e por aí...Mas vamos direto ao ponto, porque é numa palavra que eu quero me deter. A palavra é "MAKE UP/ MAKEUP/ MAKE-UP que recebeu uma abreviação. Mas antes, veja as considerações: Outro dia, naquele canal de televendas, o locutor anunciava com aquela voz persuasiva que quem comprasse o produto anunciado ganharia uma "linda bowl". É pra chamar à atenção, induzir à compra ou é porque ele não gosta da palavra tigela? Sim, porque essa "linda bowl" nada mais era que uma tigela de brinde. Tigela, gente! Será que precisa usar a palavra semelhante em inglês? Ridículo!
Tá, vamos à palavra: Makeup, americana e make-up britânica, os blogs de moda e/ou especializados em maquiagem simplesmente não conhecem a palavra "maquiagem", (que aliás, se originou do francês "maquillage", pode mais chique?) só escrevem em inglês, como se isso fosse algo novo, nova é a febre, a moda, ainda bem que os esmaltes não foram trocados por "nail polish", mas isso não é nada comparada ao que é mais irritante, é a forma abreviada "make", pior que se apoderar da palavra estrangeira é mutilá-la, fazendo com que nem mesmo os nativos falantes saibam a que se referem, já que lá não se reduz a palavra. Repito, não sou contra o estrangeirismo, têm situações que a gente brinca e é muito divertido algumas palavras ou expressões, famosas que a gente realmente fala, canta, mas sem necessidade não dá, já chega ser ridículo! Vai nesses blogs de moda pra ver! A coisa lá é uma mistura, ah, "sorry", um "mix" tão maluco, que parece as letras das músicas do Falcão, aquele cantor/humorista cearense!
Adoro maquiagem, estou cada vez mais apaixonada por pinceis, batons, sombras, lápis e tudo desse mundo. Se antes não havia mulher feia, havia mulher mal cuidada ou sem dinheiro, hoje mudou, agora é "não existe mulher feia, existe mulher sem maquiagem, mas confesso que criei ódio dessa palavra "make" quando se refere à maquiagem. #ProntoFalei!

quinta-feira, maio 17, 2012

Então,


A gente não deveria se arrepender de...

01. Encher a boca para falar um palavrão. (Tem momentos que realmente não dá pra segurar e é preciso liberar, a raiva e só da pra extravasar assim, né?)
02. Comer fritura numa lanchonete. Pipopca com manteiga. Salgadinho no café da manhã.
03. Pedir desculpas mesmo se estiver certa. (É tão elegante!)
04. Mentir a idade. (Principalmente quando se pode).
05. Fazer pós-graduação aos sábados.
06. Ter um bonsai.
07. Guardar o bichinho de pelúcia da infância.
08. Voltar atrás/ Trocar o certo pelo duvidoso.

domingo, maio 06, 2012

Mania

Eu não poderia deixar de me render à paixão (nova) pelo Pinterest, apesar de já usar há tempos o we ♥ it  não se compara ao frissom do Pinterest, nova rede social que tá abaixo só do FB e  do Twitter.
São imagens apaixonantes que a gente sonha em ter muitas coisas que se vê por lá e como sonhar é gratuito e eu sou resolvida no quesito sonhos e frustrações, eu me delicio criando boards que são verdadeiros sonhos de consumo. Selecionei algumas (missão impossível) imagens apaixonantes que estão no meu pinterest e vejam vocês: Isso é só uma amostra paupérrima.

Vão lá e vejam que coisa viciante .Meu pinterest (aprecie sem moderação).

quarta-feira, maio 02, 2012

É ou não é?


É cafona ou retrô ou vintage?

01. Bobes no cabelo. Curvex. Touca térmica.
02. Dirty dancing. Ghost. A lagoa azul.
03. Maçã do amor. Pipoca colorida. Algodão doce.
04. Caixinha de música. Bibelô francês. Penteadeira.
05. Colcha de piquê. Toalha xadrez. Cristal bico de jaca. Pinguim na geladeira.
06. Geladeira colorida. Azulejo azul. Papel de parede psicodélico.
07. Usar grampo. Fazer máscara de abacate para o cabelo e de pepino para o rosto.
08. Homem que abre a porta do carro. Puxa a cadeira. Empresta o casaco.
09. Mandar flores e bombons.
10. Disco de vinil. Walkman. Fita cassete. (Quem ainda tem, guarda com muito carinho, hein?)


Só sei que o passado nunca esteve tão presente. Muitas coisas se usam atualmente e com clima muito retrô e algumas são educação, portanto cafona: "jamais" (pronúncia francesa, s'il vous plaît)!