segunda-feira, dezembro 31, 2012

Outro ano

Não tem como "pular" certas coisas, fases, datas, porque algumas refazem a via dolorosa na vida de alguém e a gente queria era esquecer, mas não dá! Então como é o último dia do ano, dia de espera pela meia-noite, na qual muitos desejos são anunciados, brindes são feitos, abraços são multiplicados e esperanças são renovadas. Mais um ano se passa e eu quero desejar que 2013 seja bem melhor que 2012, a gente sempre espera, porque a nossa fé se renova e queremos sempre um novo tempo, uma nova história e dias melhores. Se chorei  ou se sorri, o importante é que emoções eu vivi.
De: Clarice Lispector
Sinto saudades de tudo que marcou a minha vida. Quando vejo retratos, quando sinto cheiros, quando escuto uma voz, quando me lembro do passado, eu sinto saudades. Sinto saudades de amigos que nunca mais vi, de pessoas com quem não mais falei ou cruzei. Sinto saudades da minha infância, do meu primeiro amor, do meu segundo, do terceiro, do penúltimo e daqueles que ainda vou ter. Sinto saudades das coisas que vivi e das que deixei passar.”
Para: mim e para você que acha isso tão bonito quanto eu. FELIZ 2013!

sábado, dezembro 22, 2012

Feliz Natal!

Desejo a todos vocês, queridos (as) que me brindam com suas visitas, comentários e amizade um Feliz Natal. Boas festas. Que a paz que excede todo o entendimento seja o árbitro em vossos corações. Que todos possam estar em família, amigos e felizes em uma data que traz pra muitos alegria, tristeza, nostalgia, não importa, o importante é viver e estar alegre.
Em tempos de festas e muita correria, pouco tempo e inspiração tem me afastado do me blog querido, mas abandonar jamais.

sexta-feira, dezembro 07, 2012

A feiticeira

Quem é eternamente fã dessa série retrô? Euuuuu!
E sei que inúmeras pessoas também, nunca se cansarão de assistir as aventuras de Samantha e cia.
Esta semana foi lançada nos EUA uma nova biografia da atriz Elizabeth Montgomery, a intérprete de Samantha Stevens de A Feiticeira.
Escrita por Herbio Pilato, fã da série que se tornou amigo de Elizabeth, o livro recebeu o título de Twitch Upon A Star. Pilato já tinha publicado dois livros sobre a produção de A Feiticeira, os quais trazem dados biográficos da atriz. Mas em nenhum deles foram mencionados os detalhes que aparecem nesta nova biografia de Elizabeth (a atriz já tinha ganho uma biografia em 2005, com o livro Elizabeth Montgomery: a Bewitching Life, de Rita E. Piro).
Filha dos atores Robert Montgomery e Elizabeth Allen, Elizabeth cresceu à sombra do pai. Quando ela tinha dezessete anos, seus pais se separaram. Elizabeth e seu irmão Robert foram morar com a mãe.
Segundo Pilato em entrevista ao jornal Daily Mail, a atriz passou a vida tentando impressionar o pai. Ele, por sua vez, parecia não gostar da decisão da filha de seguir a carreira artística. A busca pelo amor do pai levou Elizabeth a se envolver com homens mais velhos. Além de quatro casamentos, ela também teria mantido relacionamentos com Gary Cooper, com Dean Martin e com Alexander Godunov. [...]
Segundo Pilato, o pai de Elizabeth estava consciente da dependência emocional da filha por ele. Robert teria recusado o convite de Elizabeth para interpretar seu pai em A Feiticeira, papel que ficou com Maurice Evans. Quando ela estrelou o filme A Lenda de Lizzie Borden/The Legend of Lizzie Borden, no qual interpreta uma mulher acusada de assassinar os pais, Robert teria dito à filha acreditar que ela seria capaz de matá-lo. Segundo Pilato, Robert considerou o filme como uma mensagem para ele.
O livro também revela que Elizabeth não gostava de ser lembrada por A Feiticeira e não se relacionava bem com Dick York, o primeiro ator que interpretou seu marido. Isto porque, segundo Pilato, Elizabeth sabia que Dick estava apaixonado por ela, o que a deixava em uma situação desconfortável, já que ela era casada com o produtor da série. Com isso, a intérprete de Samantha também não tinha um bom relacionamento com Agnes Moorehead, que fazia Endora, sua mãe na série. Agnes era amiga de Dick e não gostou de vê-lo substituído por Dick Sargent, a quem ela teria destratado várias vezes, a ponto de levá-lo às lágrimas em certa ocasião.
Os fãs devem se lembrar que York deixou a série porque sofria de dores crônicas na coluna, um problema causado por um acidente durante a produção do filme Heróis de Barro/They Came To Cordoba. As dores o levaram a se tornar dependente de analgésicos. Com o passar dos anos, o problema se agravou. Segundo Pilato no livro The Bewitched Book, publicado em 1992, o ator deixou o elenco da série quando, após desmaiar durante as filmagens de uma cena, foi levado para o hospital. Os médicos desaconselharam o ator a continuar trabalhando, tendo em vista as horas de gravações e os esforços físicos aos quais ele se submetia diariamente. Assim, ele foi substituído por Dick Sargent, ator que originalmente estava cotado para interpretar o personagem. Os problemas na coluna levaram York a uma cadeira de rodas. Com enfisema, ele também ficaria dependente de um respirador até sua morte, em 1992, aos 63 anos.

Na entrevista ao jornal britânico, a imagem que Pilato passa de Elizabeth é de uma mulher carente e triste, o que reforça os comentários feitos por outros atores que a conheceram. Em entrevistas concedidas ao longo dos anos, Sally Field e Barbara Eden (que dividiram o camarim com a atriz na época em que estrelavam as séries Gidget e Jeannie é um Gênio, todas produzidas pela Columbia Pictures) disseram que Elizabeth era uma mulher que não gostava de conversar e frequentemente chegava ao estúdio mal humorada. Pilato diz que, no leito de morte, Elizabeth pediu para ficar sozinha no quarto, pois não queria que ninguém a visse quando ela partisse.
O livro Twitch Upon A Star já está disponível nas livrarias americanas. Ainda não há previsão de lançamento no Brasil.

Fonte: www.veja.com.br

segunda-feira, novembro 19, 2012

Acessórios pra cabelo

As tiaras são acessórios que dão um charme a mais no cabelo, propostas para um penteado, sejam elas simples, coloridas, chamativas, com detalhes que vão desde laços, orelhinhas inspiradas na Minnie ou animes japonesas, pedrarias pra lá de lindas, além de embelezarem, ainda ajudam a manter o cabelo arrumado, não caindo na cara o tempo todo, sem falar que dá pra mudar o penteado sem nem precisar ir no salão, enfim, dão uma mãozinha de todo jeito, desde beleza à utilidade. Selecionei imagens de famosas usando tiaras. Vejamos quem usa melhor:

segunda-feira, novembro 12, 2012

O estilo de Charlotte Casiraghi

Você pode até não conhecê-la, mas que é tida como a princesa mais bonita da atual realeza, é. Agora está cada vez mais envolvida com moda, sendo garota propaganda de grifes famosas.
Tanta beleza não é gratuita, vem do genes da avó e dos pais, a mãe também já foi muito famosa pela beleza, a tia é aquela do olhar 43.
Neta da Princesa Grace de Mônaco, antes atriz Grace Kelly e filha da Princesa Caroline de Mônaco
Charlotte é apaixonada por cavalos e participa de torneios de equitação e a marca Gucci criou uniformes exclusivos para ela. Essa foto acima, da Gucci não tem como negar que foi totalmente inspirada na foto de Grace ainda atriz.
A genética afortunada não é só física, mas a bela tem estado cada vez mais nos desfiles das semana de modas internacionais da Europa. Tanto a avó como a mãe foram ícones de moda. Como a mãe, adora Chanel e Valentino. É amiga de Karl Lagerfeld, Stella McCartney e outras personalidades, o glamour de Charlotte fascina os amantes de moda, que sabem que além das marcas que exibe o estilo que carrega vem do sangue. 
Três gerações estampam a capa da famosa revista Vogue. Avó, mãe e filha.


Um de seus interesses é o jornalismo, Charlotte escreve, tem colunas em três revistas e também lançou a sua própria, que se chama Ever Manifesto, com o apoio de Stella McCartney e que foi distribuída gratuitamente, em desfiles, hotéis e restaurantes. Em sua revista ela mostra as tendências de moda numa visão sustentável.
Usa pouca maquiagem, é bem natural e quando o faz prefere dar ênfase aos cílios e um batom vermelho.
O estilo da moça vai desde o sofisticado ao casual, jeans e casaco fazendo bonitas combinações como as das fotos ao lado.

segunda-feira, novembro 05, 2012

Lady Olivier - Vivien Leigh

Ela nasceu com uma missão: Se imortalizar como Scarlett O'hara num dos maiores clássicos cinematográficos de todos os tempos ...E o vento levou (Gone with the wind). E foi lendária sua escolha pra esse papel.
Lady Vivian Leigh Olivier (née Vivian Mary Hartley) recebeu o título das mãos da Rainha da Inglaterra quando era casada com Sir Laurence Olivier, porque quem era devotada, loucamente apaixonada. O sobrenome Leigh veio do primeiro casamento.
Vivien (05/11/1913 – 08/07/1967) teve uma vida breve, porém conturbada. Quando li sua biografia Vivien Leigh - Anne Edwards, me comovi com a trajetória da dessa linda atriz, de quem já era fã.
considerada uma das mais belas e importantes personalidades do século XX, aclamada por sua beleza, ela sentia que isso às vezes atrapalhava o público de vê-la como uma atriz séria. Afetada por um distúrbio bipolar durante a maior parte de sua vida adulta, o humor de Viv era quase sempre não-entendido pelos diretores, e ela ganhou a reputação de ser uma atriz difícil, mas não por ter temperamento forte, mas pela doença que lhe maltratou muito (quem leu a bio acredita, eu penso assim).
Seu outro papel marcante foi o de Blanche Dubois em Um bonde chamado desejo (A streetcar named desire), o qual lhe conferiu um segundo Oscar, mas dizem que essa personagem lhe levou à loucura. Ela jamais se livrou dele. Com saúde fragilizada e submetida a tratamento agressivos, como a lobotomia e os constantes ataques de bipolaridade, o fim do casamento com seu amado Olivier e a tuberculose, doença da qual já sofria há tempos, pois era uma fumante inveterada, tudo isso foi demais e Scarlett O'hara morreu subitamente  08 de julho, há 45 anos passados.

Seu corpo foi cremado e suas cinzas espalhadas no Lago no moinho Tickerage, perto de Blackboys, Sussex na Inglaterra.
Infos.
Por ter trabalhado duro durante ...E o vento levou e conseguido o papel que tanto queria e tanto lhe aclamaria, há relatos que dizem que ela derramou muitas lágrimas e teve muitas crises durante as últimas semanas de gravação do filme.
Vivien era portadora de uma doença que interferia negativamente na sua vida pessoal e profissional. Essa doença, denominada na época de transtorno maníaco-depressivo, hoje leva o nome de transtorno bipolar, cujo sintoma é a constante mudança do estado de humor, que varia entre um grande estado de excitação e uma prostrante depressão. Esta doença impediu-a de terminar as filmagens do filme No caminho dos elefantes, o que fez com que fosse substituída por Elizabeth Taylor.
Durante as filmagens de ...E o vento levou, ninguém na produção acreditava que Vivien Leigh fosse resistir ao charme de Clark Gable, intérprete de Rhett Butler. Mas, na verdade, eles não se entendiam.
Viv odiava o hálito de Gable - ele comia cebolas de propósito, poucas horas antes de gravar - e o cheiro de licor, que a deixava com náuseas. Ele revelou que, quando a beijava, pensava em bife. Na verdade, na pele de Rhett Butler ou Scarlett O'Hara ou na de Clark Gable e Vivien Leigh, eles jamais se entenderam.
Ei Iza, ela foi  muito fotografada pelo Cecil Beaton pra editoriais de moda de revistas como a Vogue. Pena que não dá pra por as fotos. São tantas e ia pesar demais.

segunda-feira, outubro 29, 2012

Downton Abbey

Eu simplesmente estou amando essa série britânica. O canal GloboSat HD apresentou a primeira temporada, mas eu já queria que aqui fosse como na Grã-Bretanha, que já está na terceira.

A série se passa em sua maior parte em uma propriedade fictícia, localizada em Yorkshire, chamada Downton Abbey e segue os Crawley, uma família aristocrática inglesa, e os seus criados, no início do século XX, a partir de 1912.
A primeira temporada começa com a notícia do naufrágio do Titanic, em 1912, que tem especial impacto sobre o destino de Downton Abbey. A criadagem da família é vasta e possui um elaborado sistema hierárquico, que passa por criadas, lacaios e mordomos.
É bem típica da Inglaterra do século 19 pra o início do 20, cheia de títulos aristocráticos e serviçais pra atender as famílias ricas e ligadas à realeza. Lacaios inconformados com sua posição, mocinhas lutando por casamentos e ainda por direitos femininos. As histórias claro, se misturam à da família Crawley e os empregados, dos mais simples aos que comandam a equipe de serviçais.
A temporada encerrou com o início da primeira guerra.
Nas tardes de segunda, o canal voltou a reexibir a serie mas, até agora nem sinal de que vai voltar. Tomara, senão é peregrinar nos downloads pra ver a seguinte temporada, porque realmente vale a pena.
Elizabeth McGovern, Michelle Dockery e Maggie Smith são os nomes mais conhecidos, porque o elenco, claro, é britânico, na temporada atual Shirley McLaine.
Recebeu o título de melhor minissérie no Emmy e venceu na categoria melhor minissérie ou filme para televisão no Globo de Ouro.

quarta-feira, outubro 17, 2012

De volta


Eu havia tomado e decisão definitiva: parar de blogar, mesmo depois de dez anos.
Tantos afazeres do trabalho, a falta de coisas interessantes pra postar, sem falar na tristeza de ver tanta gente querida que antes tinha blog e hoje simplesmente sumiu.
As trocas de visitas, dicas, as amizades que antes eram frequentes, enfim, tudo mudou, também, na internet tudo é efêmero, surgem uns pra outros caírem no esquecimento. O conteúdo dos blogs mudaram tanto, enfim, são justificativas que servem pra largar isso aqui.
Mais de um mês sem postar, dias sem sequer acessar, porém, resolvi voltar atrás e continuar com esse "diário virtual" que já me trouxe muitas alegrias.
Os tempos e os temas mudaram, mas pra quem bloga há mais de dez anos não é fácil largar de vez. É só um momento e a gente muda de ideia (ainda bem!)
LVeR aqui me tens de regresso (que brega essa frase!)

domingo, setembro 02, 2012

Outra versão para Os pássaros

Os pássaros ganha uma versão diferente em 2012 produzida pela HBO. 
(Sienna Miller caracterizada de Tippi Hedren, a atriz que deu vida a Melanie protagonista do filme)

A nova versão se chamará "The girl",  porque vai tratar dos bastidores do filme "The birds/ Os pássaros, um dos maiores sucessos do mestre do suspense Alfred Hitchcock na década de 60.  Os pássaros conta a história de uma cidadezinha que é atacada misteriosamente por uma bando de pássaros aterrorizantes depois da chegada de uma visitante.
A atriz foi escolhida pessoalmente pelo velho Hitchcock que tinha atração pelas protagonistas loiras e lindas que trabalhavam com ele, foi assim com Ingrid Bergman, Grace Kelly e por último Tippi Hedren. Esta última comeu o pão que o diabo amassou com os pés nas mãos dele e é justamente sobre isso que o filme vai falar.
Ele era obcecado por ela e a assediou tremendamente durante as filmagens, chegando ao ponto de proibir o resto do elenco de falar ou se aproximar dela quando não estavam filmando sob os olhos dele, só pra começar.
Sienna Miller dá vida a Tippi na produção que tem parceria com a BBC (vejo perfeição) com a HBO e com certeza vai ser um muito boa. Pra quem é fã de Alfred Hitchcock (eu) é só aguardar.

segunda-feira, agosto 27, 2012

Pintando

Finalmente, porque desde julho anunciando e eu aguardando na maior ansiedade.
Estreia hoje às 20h no GNT o reality show de maquiagem mais aguardado. Eu que amo maquiagem vou perder? Nunquinha!
O programa promete reunir os maiores profissionais do ramo sob a supervisão de Fernando Torquatto e Fernanda Tavares apresentando. A competição quer escolher o/a maior fera na maquiagem no Brasil e claro além, do reconhecimento viajarão a Milão e Paris. O Boticário com a linha Make B. serão os patrocinadores. Vamos assistir e torcer?



sábado, agosto 25, 2012

Mint = menta

Essa é cor do momento! Das cores pastel, essa é mais linda!
Com a estação das Candy Colors, mint indiscutivelmente é a cor da vez. Tem as variantes, às vezes a gente não define bem se é verde-água, azul turquesa passando pelo jade, a verdade é que é muito linda. Deixemos as imagens falar. Vários tons de mint:
Na maquiagem:
Ginnifer Goodwin de Once upon a time escolheu essa maquiagem mint pros olhos e claro, ficou perfeita.
Tudo: acessórios e roupas.
Imagens randômicas

quinta-feira, agosto 23, 2012

Série 2


Estreou este mês no AXN uma nova série: Missing.
Estou super ligada e adorando, apesar de saber que não foi além da primeira temporada  nos EUA. Missing conta a História de Rebecca "Becca" Winstone (Ashley Judd), viúva, ex-agente da CIA quem tem o filho sequestrado na Europa e sai em busca de resgatá-lo passando por inesperadas aventuras que levam a um thriller prolongado entre a Itália e a França. A série é bem cheia de aventuras e a protagonista nos surpreende com sua capacidade e inteligência. A cada episódio um mistério vai se criando e Becca segue em meio a uma conspiração internacional enquanto tenta desesperadamente encontrar Michael, o filho desaparecido.
Pelo canal AXN todas as quartas-feiras às 21h com replay aos domingos às 14h.


segunda-feira, agosto 13, 2012

Cara de novo

Tive uma ideia que na minha opinião foi genial. Esse móvel que fica no meu quarto, serve pra colocar o computador, os acessórios ligados a ele, a TV e na parte interna muitas coisas.

Pois bem, era todo branco e imaginei trocar por outro, acontece que ele é super útil, grande e eu desenhei e mandei fazer há algum tempo. Meu sobrinho trabalha com confecção de adesivos, plotagens, essas coisas e já louca por essa estampa, as famosas bolinhas pedi pra ela fazer pra minha geladeira, a ideia antes era cobrir toda a geladeira, mas quando ele chegou com o material eu tive mais que rápido a ideia de mudar da geladeira pro móvel. Daí meus sobrinhos começaram a cobrir tudo e eu achando fantástico. O resultado foi pra lá de satisfatório, eu adorei e todos que veem acham super bonito. Quis mostrar aqui, porque vai que você ta querendo se desfazer de algo já meio velho e pode, de repente transformar em algo novo e bonito. Que tal? Gostou? Eu amei!

quarta-feira, agosto 01, 2012

Tempo

Não acredito nenhum pouco nessa coisa de agosto e suas sandices. Então, um agosto bom pra nós todos.

sábado, julho 28, 2012

Super modelos - Vintage

Quem pensa que o termo "top model" surgiu na década de 80 com as famosas super modelos daquela década, engana-se totalmente.
As super top models  surgiram na década de 50. Ou antes com Lisa Fonssagrives (que tem uma foto muito imitada até os dias atuais) ↓ e tida como a primeira super modelo.
Nesse tempo já haviam as tops e elas já ganhavam seus milhares de dólares, eram super famosas e até participavam de filmes. Algumas como Dovima, Jean Patchett, Mary Jane Russel, Evelyn Tripp, Jean Shrimpton (década de 60 já) e Suzy Parker. Elas tiveram seus dias de glamour e fama em seus tempos.
É de Suzy Parker que eu quero falar.
Suzy teve um carreira de êxito e se tornou uma modelo cara, sendo a primeira a faturar cifras comparadas com as de hoje, horas  muito bem pagas pra "modelar". Estrelou campanhas famosas, fez anúncios de cosméticos, grandes marcas da época, campanhas de moda e participou de filmes ao lado de astros famosos  da época.
Eileen Ford era agente e contou que ela faturava muito por hora e por ano fechava com cifras altíssimas.
Mais tarde trabalhou como fotógrafa profissional e editora de moda. Protagonizou filmes ao lado de Gary Cooper e Cary Grant (uma espécie de Brad Pitt dos anos 40 e 50) e participou de séries televisivas como Twilight Zone.
Inspirou o diretor Stanley Donnen a fazer "Funny Face (Cinderela em Paris)" estrelado por Audrey Hepburn. O papel de Audrey foi inspirando em Parker.
Suzy abandonou a vida de glamour e fama no final da década de 60 se dedicando à familia, em Santa Brabara - California, onde viveu até sua morte em 2003.

quarta-feira, julho 25, 2012

Livro + café

Troco o café pelo chá (mas confesso que preferiria o café, mesmo adorando chá, porém não posso).
E você? Fica com o café? Mas e o livro, qual seria?

Acabei de comprar uma edição bilingue (português-inglês) de Persuasão (clássico) escrito pela grande Jane Austen, este então é o livro do momento. Já vou começar a ler.
Li Jane Austen na faculdade, mas Persuasão não cheguei a ler, vamos ver se é tão bom quanto os outros.

sábado, julho 21, 2012

Cor

Todo mundo sabe, todo mundo vê que os batons super vermelhos estão na boca das famosas, daí a moda se espalhar. O mais famoso, acredito é o Ruby Woo da M.A.C, olha de onde veio a inspiração: ela, MM.
 A musa loira mais famosa de todos os tempos, Marylin Monroe continua dando ideias, porque o vermelho dos batons estão em alta e são vários tons, eu já prefiro os tons de nude, cor de boca, marrons, rosados, mas quem sabe a onda do vermelhão me seduz.

terça-feira, julho 10, 2012

Série de TV

Os contos de fadas estão em alta não só na tela grande, mas na TV também. São a bola da vez, mas não como conhecemos quando crianças. Com uma caracterização pouco diferente e alguns desvios do original, porque os personagens fixos e vivem se encontrando.
Estou amando essa série de TV do Canal Sony. Primeira temporada. Claro, é baseada nos contos de fadas, misturando os contos com uma situação contemporânea, as duas situações acontecem ao mesmo tempo. As personagens vivem na cidade de Storybrooke, vivem normalmente suas vidas com episódios que remetem aos contos.
Um resumo legal do Wikipédia:
A série gira em torno da história da Branca de Neve (Ginnifer Goodwin) e e Príncipe Encantado / James (Josh Dallas), que foram separados quando a Rainha Má (Lana Parrilla) lança sobre eles uma maldição que acabará com todos os finais felizes dos personagens de conto de fadas no dia do casamento dos dois. Em busca de consolo, Branca de Neve procura Rumpelstiltskin (Robert Carlyle), que emite a profecia de que a maldição da Rainha irá levar todos em algum lugar terrível, onde não haverá finais felizes. 
Nos dias atuais em Boston, Emma Swan (Jennifer Morrison) vive uma existência solitária trabalhando como fiadora e caçadora de recompensas. Em seu 28º aniversário, Emma é abordada por um menino de dez anos que se identifica como seu filho, Henry (Jared S. Gilmore), a quem Emma deu para adoção ainda bebê. Não querendo um relacionamento com ele, Emma concorda em levá-lo de volta para sua casa em Storybrooke. Ao longo do caminho, Henry mostra-lhe um grande livro de contos de fadas, insistindo que todas as histórias que estão lá são reais.
A série narra as histórias de muitos personagens conhecidos, como Chapeuzinho Vermelho, Chapeleiro maluco, os sete anões, Pinóquio e outros, simultaneamente em Storybrooke e no mundo dos contos de fadas.
Elenco 
Ginnifer Goodwin como Branca de neve/Mary Margaret Blanchard
Jennifer Morrison como Emma Swan
Lana Parrilla como Rainha Má/Regina Mills
Josh Dallas como Príncipe James "Encantado"/David Nolan
Jared S. Gilmore como Henry Swan
Eion Bailey como Pinocchio/August W. Booth
Raphael Sbarge como Grilo Falante/Archibald "Archie" Hopper
Jamie Dornan como O Caçador/Sheriff Graham
Meghan Ory como Chapeuzinho Vermelho/Ruby
Robert Carlyle como Rumpelstiltskin/Mr. Gold
Emilie de Ravin como Belle
(Toda quinta às 21h e no final da semana tem reprise e maratona)

quinta-feira, julho 05, 2012

Adoro!♥

Eu A-M-O longo! Sou apaixonada e tome uma banana os que falam que quem tem baixa estatura não pode usar!
As maxi saias estão com tudo e eu não estou de fora.
Uso e abuso, me sinto maravilhosa de saia longa! Me sinto livre e quero mais é que essa moda dure horrores! 
Faço questão de escolher bem o modelo (poucos, mas tem) as estampas e com o que vestir, blusas, rasteiras e sapatilhas. Acredito que não faço feio. Esses dias comprei mais duas. Se depender de mim vai ser longa a temporada.



terça-feira, julho 03, 2012

Estilo

Rachel Bilson se tornou conhecida por trabalhar na série de sucesso The O.C (Um estranho no paraíso) de 2003 interpretando a Summer e claro é uma fashionista. Sempre muito linda, se veste super bem, combina peças que fazem inveja, conforme se pode observar nas inúmeras fotos do post.
Rachel é baixinha (como eu), mas só até aí, nem por isso ela deixa de usar peças que compõem looks super lindos que vão desde longos, jeans, shortinhos, vestidos, blazers, enfim. Ela já foi garota propaganda da marca de sapatos Shoe mint ↓
Foi super difícil selecionar fotos pra postar, porque em todas elas, Rachel está sempre elegante e usando uma roupa mais bonita que  a outra, mesmo que seja um jeans rasgado. O estilo é sempre muito feminino.
Coleciona bolsas e sapatos vintage. Tem uma coluna na Revista InStyle, por isso é chique, elegante.
E ela vem aí numa série (?) pelo canal pago Glitz, o Hart of Dixie. Espero que valha a pena e Rachel siga essa linha elegante que ela leva na vida real.

segunda-feira, junho 25, 2012

Cabelo

Desde crianças conhecemos a vida delas e queríamos ser princesas, viver um conto de fadas, mas nunca enquanto crianças observamos os detalhes que embelezam essas princesas tão lindas que achamos que só em desenhos mesmo. Que tal esse detalhe primordial que faz parte da beleza feminina? O cabelo que levamos horas e horas pra deixarmos como queremos ou sonhamos ter. Alguns dá pra imitar, outros nem nascendo de novo.
Branca de Neve: curtinho e pretinho com essas pontinhas enroladas, só com bobes como ela mesma dá a dica na foto. Tiara pra completar.
Já a Aurora, aka Bela Adormecida tem um cabelão loiro e  fabuloso que está super na moda. Liso com as pontas cacheadas pelo baby-liss. É a escova do momento.
A pequena sereia Ariel com esse cabelo vermelho e franjão super armado vai-se pegar o rumo com esses curls que estão em moda.
Cinderela vem de coque no alto na cabeça, de acessório essa tiara combinando com os detalhes do vestido e explore a franja.
A Bela pra encantar a Fera, usa esse coque chique no alto preso com elásticos coloridos e o restante do cabela solto, a frente meio ondulada é charme total, pra terminar enrola um pouco as pontas com bobes grandão pros cachos ficarem generosos.
Esse cabelão preto e super liso da Pocahontas é o sonho que nós temos, cabelo que não dá trabalho, fios disciplinados e no lugar, basta pentear e tá pronto! Dá pra fazer todo tipo de penteado com ele.
E a Rapunzel com esse cabelo que os profissionais sonham comprar pra fazer aplique? Lindo, loiro, quilométrico, imagina que tipos de tranças não se pode fazer. Tranças estão super na moda atualmente.
Jasmin e a fartura de pelos escuros, com esse rabo de cavalo bem estiloso, basta prender e dar um toque super charmoso com elásticos coloridos deixando meio fofo de um para o outro. Prontas pra arrasar!

terça-feira, junho 19, 2012

Leitura


O assunto é leitura. Li recentemente dois livros num curtíssimo espaço de tempo, porque mal me sobra tempo pra leitura que não seja didática. 
Movida pela curiosidade li em 24 horas um deles, A Cidade do sol de Khaled Hosseini, o mesmo autor de O caçador de pipas. A cidade do sol também é ambientado no Afeganistão e dessa vez narra a vida de duas meninas que vivem sob o drama  de terem nascido mulheres numa terra tão infeliz que não perdoa se nascer mulher.
A história começa num país ainda civilizado e cheio de progressos e oportunidades sem distinção de sexo. Numa Cabul moderna e livre, pra seguir seu curso até sofrer a invasão soviética e chegar nos dias atuais, passando pelo regime intolerante do Talibã.
As meninas são Mariam e Laila que mal vivem essa fase, pois logo são forçadas a se tornar mulheres submissas ao regime civil marital de um homem bígamo e muito mais velho que elas.
Mariam, vive com a mãe numa aldeia, pois é filha bastarda de um homem rico, porém covarde o suficiente pra não assumir a filha perante  todos. Uma semana após completar 15 anos perde a mãe e o "pai junto com as mulheres" decidem o futuro da menina dando-a em casamento a um homem de 45 anos, ela segue contra sua própria vontade com ele pra Cabul e lá é obrigada a se adaptar a sua mais nova e desgraçada vida. Após alguns abortos Mariam não consegue ter filhos, sofre calada e passa a ser hostilizada pelo marido Rashid. Proibida por ele  de se relacionar com as pessoas ao seu redor, ela vive reclusa em sua própria casa, sua vizinha dá à luz uma menina, Laila, Mariam contava com 19 anos. Mais tarde essas vidas vão se entrelaçar.
O tempo passa, em meio aos bombardeios num país já deplorável, por vezes  invadido e destruído Laila com 14 anos se salva, mas perde os pais, Mariam a acolhe em sua casa, cuida dos ferimentos, mas o marido diz que não vai sustentar ninguém e manda a própria esposa falar à menina que se ela quiser permanecer lá tem que se casar com o velho, sem saída, a menina aceita, pois não lhe restaria nada além de morrer antes de ser estuprada pelas milícias.
À princípio Mariam passa a odiar Laila, mas aos poucos elas se aliam, pois sabem que a vida de ambas é
infeliz e elas não tem ninguém a não ser elas mesmas. Laila dá à luz uma menina que por motivos óbvios é hostilizada por Rashid, isso faz com que Mariam passe a amar a menina, pois vê nela a vida que teve antes de perder a mãe e suas origens, enfim, uma história triste que vai prendendo o leitor até finalmente conhecer o destino das duas em meio a insanidade do regime Talibã e de um país completamente destruído que lutará pra se reerguer. Vale muito a pena. 

terça-feira, junho 05, 2012

MM - Diva

A loira favorita de de Hollywood. Se estivesse viva teria completado 86 anos semana passada, mas viveu pouco e a vida lhe deu a beleza que o mundo conheceu até a sua morte, porque morreu jovem ainda. A mais fotografada de todas as estrelas hollywoodianas, mesmo depois de tantos anos de morta, ainda causa inspiração e será eternamente lembrada. Suas fotos estão quase que diariamente presentes em todos os meios de comunicação. É musa, todas querem imitar suas poses, seu jeito que por mais que queiram, jamais chegam próximas da original Marilyn.
Linda, problemática e glamurosa até hoje continua sendo a estrela mais famosa de Hollywood. Mostrou que os diamantes são os melhores amigos das garotas, que suas curvas eram perfeitas, que sua voz era meio inocente e que podia conseguir tudo o que queria na vida, menos, segundo ela, ser feliz.
Começou como modelo, bem jovem, posava pros artistas desenharem as pin-ups. Se tornou um ícone da cultura nos anos 50's e inspirou Andy Warhol e Madonna.
Entre suas marcas favoritas eram Salvatore Ferragamo, Chanel, Bloomingdales. Saias tipo lápis, vestidos eram peças em seu guarda-roupa. Os acessórios eram as estolas de pele (coisas da época) pra compor a elegância.
Sempre com a imagem muito sedutora, ela também apostava em maquiagens peroladas, destacadas por cílios postiços, adorava de Max Factor, máscara e batons vermelhos da marca Guerlain. Seu legado continua vivo, na memória de muita gente, inclusive dos fãs e o misterioso trágico fim, naquele 5 de agosto de 1962, quando foi encontrada sem vida em sua casa em Brentwood. 






Seu jeito de ser, andar, vestir e fotografar é imitando por muitas estrelas contemporâneas.
Algumas fotos e capas de revistas com famosas como Angelina Jolie, Nicole Kidman, Madonna, Michelle Williams, Scarlett Johansson e outras. Todas querem ser Marilyn, mas só houve uma.

sábado, junho 02, 2012

As cores

Tão lindas! Tão tranquilas! Tão delicadas e comportadas!

Parece que as cores deram uma esfriada, se bem que o neon tá bem em alta ainda, mas o que se vê por aí são os tons delicados do pastel. Cores bem lindas, meio coisas de bebês. Algumas campanhas de marcas super famosas já anunciam toda essa beleza.↑

Mas o que mais me encanta nessa temporada são as calças Skinny ♥ de paixão! Todas bem coloridas assim:

Olha os visuais bem montados: ↑