segunda-feira, setembro 21, 2009

Livros

Outro dia, estava lendo um post que muito me chamou a atenção na Luma . Era sobre livros. Livros que você provavelmente não lê mais e insiste em matê-los numa estante ou jogados, resumindo, sem utilidades. Eu, que trabalho com o incentivo à leitura, porque hoje, a gurizada pouco quer saber de ler, andei pensando e vi que isso acontece comigo por duas razões. A primeira: tenho um profundo carinho por meus livros, isso sem falar que quando concluo a leitura ele está todo sublinhado, marcado com marcador de texto, não sei ler sem fazê-lo, por isso evito pegar emprestado, quando o faço, tenho sempre um caderninho, bloco, onde lanço anotações que acho relevantes e que me chamam profundamente a atenção, também os guardo, porque vez por outra, vou lá e releio, ou busco algo que marquei. Enfim, essas coisas.
Segunda, porque simplesmente eu recebo muitos livros paradidáticos, pra análise e acabo empilhando, já que os recebo anualmente ou até semestralmente. Bom, depois que vi o post, eu analisei e resolvi juntar todos e doar pra uma biblioteca, coisa que ja fazia, mas não com frequência ou com o intuito, de colaborar, de doar livros novinhos, de aumentar um acervo que está defasado e não há verbas pra adquirir coisa nova. Livro novo é bom, dá vontade de ler mais e dá curiosidade na opiniãoo dos meninos.Confesso que até pra emprestar sinto dificuldades, porque poucas pessoas têm a consciência de devolver.
Minha mãe, que foi uma devoradora de livros e deixou um bom acervo, acabei já doando alguns e vou fazer mais, porque se deixar guardados, em breve as traças podem roer e aí sim, o destino será o lixo.

Nenhum comentário: