quarta-feira, agosto 29, 2007

25 anos sem Ingrid Bergman
29 de agosto de 1982, no mesmo dia em que completava 67 anos, morria perdendo a batalha para o câncer, aquela que foi uma das maiores estrelas da década clássica de Hollywood. Ingrid Bergman.
Belíssima e culta, falava cinco línguas, era altíssima e enfrentava problemas com astros como Bogart, por causa da altura, ela tinha que tirar os sapatos ou eles subiam em plataformas pra atuarem ao seu lado. Protagonizou muitos sucessos, mas conheceu o fracasso por amor ao diretor italiano Roberto Rossellini. O romance foi um escândalo, por isso foi massacrada e acusada pelo congresso americano e grupos religiosos de ser um mau exemplo à moral e os bons costumes da época. Ela, casada e mãe de uma garotinha, engravidou do diretor italiano, conseqüentemente, mais tarde veio a se divorciar do marido Peter e finalmente pôde se casar. Teve gêmeas, uma delas, a não menos bela e famosa Isabella Rossellini.
Ingrid foi a estrela de Casablanca, filme que a imortalizou.
Foi também umas das famosas loiras que protagonizaram os thrillers do famoso diretor Alfred Hitchcock. Um deles, foi Interlúdio (Notorious) ambientado no Rio de Janeiro.
*Alfred Hitchcock nutria uma paixão por ela.
*Frank Sinatra e ela eram bons amigos.
*Tem um tipo de rosa que se chama Ingrid Bergman.
*Teve uma Ferrari feita especialmente pra ela. E ainda hoje a montadora tem uma cor com seu nome "Ingrid".
*Seu “affair” com o famoso (na época) fotógrafo Frank Capa serviu de inspiração para o thriller Janela indiscreta.
*Ernest Hemingway a chamava “filha” e ela o chamava “papai”. Ela foi e estrela de uma de suas obras adaptadas para o cinema, "Por quem os sinos dobram". O que muito agradou ao autor.
*Ganhou três Oscars por: À meia luz, Anastasia e Assassinato no Oriente Express.

A filha linda e famosa Isabella Rossellini:















FRASES FAMOSAS

"A kiss is a lovely trick designed by nature to stop speech when words become superfluous.”
"O beijo é um truque adorável da natureza para parar de falar quando palavras tornam-se supérfluas."

“I have no regrets. I wouldn't have lived my life the way I did if I was going to worry about what people were going to say.”
"Eu não tenho arrependimentos. Não teria vivido minha vida como vivi se fosse me preocupar com o que as pessoas diriam."

"Happiness is good health and a bad memory.”
"Felicidade é boa saúde e má memória."

domingo, agosto 26, 2007

OLHA ELA AÍ!
Lembram do post falando da edição limitada da bolsa Louis Vuitton que os piratas não iam copiar? Fiquei devendo a foto e me cobraram, mas pelo fato de se tratar de um site onde falavam que era proibido reproduzir, não trouxe. Pois bem, encontrei e finalmente lhes apresento, agora que saiu, porque quando postei era só anunciando que seriam poucas e que as donas já teriam feito suas encomendas. Eis:


E então, o que acharam?
DETALHE: Somente 24 horas de venda no mundo. Passadas as horas, com certeza, se sobrou alguma, recolheram.

Olha só quem já anda de posse da sua: Ninguém menos que Beyoncé. Ela pode! Mas que a bolsa é feia, é! Parece que foi confeccionada com as bolsas que restaram de coleções anteriores. O estilista que criou tava sem inspiração.
Prefiro um carro e chique, porque com essa grana toda, eu comparia um importado.

terça-feira, agosto 21, 2007

AGORA SAI!

Em tempo, a tal falada reforma ortográfica vai mesmo sair, mas só será oficialmente reconhecida, assinada e carimbada no ano de 2008.
Corre-corre nas editoras e no windows também. Impressões e formatações à vista!
Será que o povo vai mesmo se importar? Uma vez que escreve tão mal e não se importa em zelar pela ortografia. Cada dia ler e escreve pior.
O internetês é culpado por muita dessa ortografia chula que se vê por aí, os estudantes para terror dos professores estão aí pra comprovar.
E o trema? Anunciaram que tem poucos meses de vida. Alguém o conhece?
Curiosidade: Como se reconhecerá o som do "u", quando este tiver de ser pronunciado? A lingüiça, o pingüim quase nunca recebem mesmo o devido sinal na escrita! Vão passar despercebidas pra muitos na reescrita. Afinal, o povo nem sabe o que é trema!
Pobre trema! Nunca teve seu devido valor reconhecido, agora é tarde!
E as letras "k, w, y", tão usadas nos nomes próprios, finalmente conquistaram seu lugar ao sol no alfabeto brasileiro. Com tantas palavras estrangeiras invadindo o português no Brasil era impossível não incluí-las, agora tem mais letras pras crianças aprenderem no jardim de infância!!!! Lá! Lá! Lá!
O hífen vai cair em muitas palavras, quer dizer, cair fora!!!!
Muito se falará disso até valer mesmo! Pelo mesmo pra língua portuguesa o ano que vem vai ser diferente!

domingo, agosto 12, 2007

VEJAM ESSA:

Tava folheando uma Veja do mês de março e, vi na sessão holofote uma mini entrevista com o então noivo, hoje marido de Ana maria Braga, Marcelo Frisoni:

Quantos anos você tem?
Eu tenho 37. A Ana 56. Pelo menos é o que eu leio nas revistas. Nunca perguntei a idade dela. Acho extremamente deselegante perguntar a idade de uma mulher.

Taí. Concordo com o moço!

Mas, amigos, mulheres especialmente: Vocês encarariam uma relação com essa diferença de idade? Levem em conta que não são famosas nem ganham salário de apresentadora da Globo (nem de outra emissora)

Revi. Lindo como sempre.
Sense and sensibility.
Razão e sensibilidade.

domingo, agosto 05, 2007


GERENCIANDO A EMOÇÃO
Se você fugir das suas dores emocionais, elas se tornarão um leãos agressivo.
Se enfrentá-las, elas se transformarão num animal de estimação.
Critique, no silêncio da sua mente, cada sofrimento. Não faça da sua emoção uma lata de lixo dos seus problemas. Proteja-se, pense antes de reagir diante das ofensas. Governe sua emoção para ter esperança, brindar a vida e contemplar o belo. Mas não se esqueça que posso lhe dar os tijolos, mas só você pode edificar. Posso lhe mostrar o leme, mas só você pode navegar nas águas da emoção...

Dez leis para ser feliz – Augusto Cury
Seria fácil, se seguíssemos essas dicas, mas a gente prefere complicar, muitas vezes, a solução de um problemas está ao nosso alcance, mas preferimos buscar outros caminhos, pegamos atalhos que nos levam a lugar nenhum. Ou se domina, ou deixa-se dominar. São estruturas que só a gente mesmo pode levantar.